Presidente Governador Senador Deputado Federal Deputado Estadual

O que fazer se a Urna Eletrônica apresentar problemas?


Se a urna eletrônica apresentar algum problema durante a votação o eleitor deve informar a um dos mesários para que a falha seja resolvida o mais rápido possível.

O que deve ser feito quando a urna tiver algum problema?

A Justiça Eleitoral tem uma lista de ações que devem ser adotadas em caso de problema com as urnas eletrônicas. Essas regras estão definidas em resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A situação deve ser registrada na ata da seção eleitoral, mesmo que o problema seja resolvido rapidamente.

Se o problema impedir a finalização do voto e o mesário se recusar a fazer o registro da situação, o eleitor deve comunicar isso ao presidente da mesa receptora e ao Juiz Eleitoral. A votação deve ser suspensa até que o problema seja registrado na ata.

O que acontece se faltar energia durante a votação?

Antes de tudo o mesário deve comunicar a falta de luz ao cartório eleitoral responsável pela seção e continuar a votação normalmente. Isso é possível porque a urna eletrônica tem uma bateria interna que dura aproximadamente 12 horas.

E se a urna deixar de funcionar definitivamente?

Se a urna parar de funcionar ela deve ser substituída por uma das urnas reserva (chamadas de urnas de contingência).

A urna de reserva não é configurada para uma seção eleitoral específica. Para que ela funcione é preciso que o cartão de memória da urna com falha seja colocado na urna reserva. Dessa forma a votação na seção pode continuar normalmente.

Votação com cédulas de papel

O presidente da mesa receptora só deve recorrer à votação por cédulas de papel se a urna reserva também tiver problemas.

Se o defeito da urna acontecer enquanto um eleitor estiver votando, ele deve votar novamente na cédula de papel.

Saiba como funciona a urna eletrônica.

Veja também